Análise do conhecimento de professores recém-formados sobre o ensino de matemática via resolução de problemas

Palavras-chave: Ensino de Matemática, Resolução de Problemas, Professor de Matemática, Recém-formado.

Resumo

O artigo tem como objetivo analisar o conhecimento de professores recém-formados de cursos de Licenciatura em Matemática sobre o ensino de Matemática via resolução de problemas. Os participantes foram 10 professores recém-formados de três universidades públicas do estado do Paraná, os quais responderam a um questionário online. Os resultados mostraram que, de forma geral, os participantes possuem conhecimentos adequados sobre o que é resolver um problema e para identificar um trabalho que não corresponde ao ensino via resolução de problemas. No entanto, apenas quatro participantes souberam descrever o que seria um ensino via resolução de problemas. Além disso, os resultados mostraram que apenas 43% (n=7) deles conseguiram apontar a totalidade de ações necessárias ao encaminhamento desse ensino em sala de aula. Concluímos que o conhecimento sobre o ensino via resolução de problemas da maioria desses professores recém-formados ainda precisa ser desenvolvido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Carlos de Proença, Universidade Estadual de Maringá, campus sede Maringá-PR.
Professor do Departamento de Matemática, atuando na área de Educação Matemática nos temas: resolução de problemas no ensino e aprendizagem, formação de professores que ensinam Matemática, formação de conceitos geométricos.

Referências

ALLEVATO, N. S. G.; ONUCHIC, L. R. Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática: por que através da Resolução de Problemas? In: ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. G.; NOGUTI, F. C. H.; JUSTULIN, A. M. (Orgs.). Resolução de Problemas: teoria e prática. Jundiaí: Paco, 2014, p. 35-52.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 4. ed. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Lisboa: Edições 70, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Educação Infantil e Ensino Fundamental. 3ª ed. Brasília: MEC, 2017.

BRASIL. Secretaria de Ensino Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: 3º e 4º ciclos. Brasília, DF, 1998.

BRASIL. Secretaria de Ensino Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: matemática, 1º e 2º ciclos. Brasília, DF, 1997.

BRITO, M. R. F. Alguns aspectos teóricos e conceituais da solução de problemas matemáticos. In: BRITO, M. R. F. (Org.). 2. ed. Solução de problemas e a matemática escolar. Campinas: Alínea, 2010, p. 13-53.

CAI, J.; LESTER, F. Por que o ensino com resolução de problemas é importante para a

aprendizagem do aluno? Boletim GEPEM, n. 60, jan./jun., 147-162, 2012.

CHAER, G., DINIZ, R. R. P.; RIBEIRO, E. A. A técnica do questionário na pesquisa. Evidência, n. 7, v. 7, p. 251-266, 2011.

CHARLES, R. I. T. The role of problem solving. Arithmetic Teacher, 32, p. 48-50, february, 1985.

CHI, M. T. H.; GLASER, R. A capacidade para a solução de problemas. In: STERNBERG, R. As capacidades intelectuais humanas: uma abordagem em processamento de informações. Trad. Dayse Batista. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992, p. 249-275.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

DEWEY, J. How we think. Boston: D.C. Heath & Co, 1910.

ECHEVERRÍA, M. P. P. A solução de problemas em matemática. In: POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: ArtMed, 1998, p. 43-65.

FI, C. D.; DEGNER, K. M. Teaching through problem solving. Mathematics Teacher, v. 105, n. 6, february, p. 455-459, 2012.

GAGNÉ, R. M. Some issues in the Psychology of Mathematics Instruction. Journal for Research in Mathematics Education, Reston, v. 14, n. 1, p. 7-18, 1983.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. ed. (Trad. Silvana Cobucci Leite). São Paulo: Cortez, 2011.

KRULIK, S.; RUDNICK, J. A. Teaching problem solving to preservice teachers. Arithmetic Teacher, v. 29, n. 6, p. 42-45, february, 1982.

MAYER, R. E. Thinking, problem solving, cognition. 2. ed. New York: WH Freeman and Company, 1992.

ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem de matemática através da resolução de problemas. In: BICUDO, M. A. V. Pesquisa em Educação Matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: UNESP, 1999, 314p., p. 199-218.

POLYA, G. A arte de resolver problemas: um novo enfoque do método matemático. Tradução de Heitor Lisboa de Araújo. Rio de Janeiro: Interciência, 1994.

POZO, J. I; ANGÓN, Y. M. A solução de problemas como conteúdo procedimental da educação básica. In: POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: ArtMed, 1998, p. 139-165.

PROENÇA, M. C. Resolução de Problemas: encaminhamentos para o ensino e a aprendizagem de Matemática em sala de aula. Maringá: Eduem, 2018.

PROENÇA. M. C. A resolução de problemas na licenciatura em matemática: análise de um processo de formação no contexto do estágio curricular supervisionado. 2012. 208f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) – Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, Bauru, 2012.

RODRIGUES, E. A. N. Resolução de Problemas como metodologia de ensino: compreensão relatada de professores de Matemática. 2018. 175f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, Presidente Prudente, 2018.

SANTANA, G. F. N. Resolução de problemas: ações pedagógicas de professores de matemática dos anos finais do ensino fundamental. 2016. 119 f. Dissertação (Mestrado em Educação para a Ciência e a Matemática) – Centro de Ciências Exatas, Universidade Estadual de Maringá́, Maringá, 2016.

SCHOENFELD, A. H. Problem solving in context(s). In: CHARLES, R. I.; SILVER, E. A. (Eds.). The teaching and assessing of mathematical problem solving. 3 ed. Virginia: Lawrence Erlbaum Associates, 1990, NCTM, 282p., p. 82-92.

SCHOENFELD, A. H. Mathematical problem solving. Orlando: Academic Press, 1985.

SCHROEDER, T. L.; LESTER, F. K., JR. Developing understanding in mathematics via problem solving. In: TRAFTON, P. R.; SHULTE, A. P. (Eds.). New directions for elementary school mathematics. Reston: NCTM, 1989, p. 31-42.

SHULMAN, L. S. Those Who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, fev., p. 04-14, 1986.

STERNBERG, R. Psicologia cognitiva. Trad. Maria Regina Borges Osório. Porto Alegre: ArtMed, 2000.

Publicado
2020-05-01
Como Citar
Proença, M. C. de. (2020). Análise do conhecimento de professores recém-formados sobre o ensino de matemática via resolução de problemas. Revista De Educação Matemática, 17, e020008. https://doi.org/10.37001/remat25269062v17id232
Seção
Seção Temática: Resolução de Problemas na Educação Matemática