Investigação Estatística nas Aulas de Matemática

Palavras-chave: Educação Estatística, Ensino Fundamental, Resolução de problemas.

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir a resolução de problemas na Educação Estatística de alunos de uma turma do 7.º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de uma cidade do interior do estado de São Paulo. A partir de um projeto de investigação estatística sobre festa de formatura, os alunos deveriam produzir e analisar dados que pudessem contribuir para a realização desse evento. O processo foi dividido nas seguintes etapas: formação dos grupos, pesquisa do tema escolhido e suas extensões; apresentação de propostas e pesquisa; organização dos dados e elaboração de gráficos com o uso de planilha eletrônica; e mostra dos resultados. Esse tipo de ensino evidenciou a importância de executar um trabalho em Educação Estatística para inserir os alunos no centro do processo de ensino e aprendizagem, a necessidade de orientação do professor no tempo adequado em cada fase do projeto (problematização, coleta de dados, análise de dados e interpretação de resultados) e a relevância do uso de dados reais para promover os momentos de interação que favoreceram a execução de procedimentos estatísticos, a apropriação de conceitos de desempenho e a análise crítica, baseada na argumentação numérica de um tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Celi Espasandin Lopes, Universidade Cruzeiro do Sul Universidade Cidade de São Paulo
Professora Titular do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e Professora Titular do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Cidade de São Paulo.
Rogério Ramos Socha
Mestrado em Ensino de Ciências pela Universidade Cruzeiro do Sul. Professor da Rede Estadual de Ensino de Valinhos - São Paulo

Referências

ASSIS, Leonardo B. de. Formação do usuário de Estatística pelo desenvolvimento da literacia estatística, do raciocínio estatístico e do pensamento estatístico através de atividades exploratórias. 2015. 88 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Mestrado em Matemática, Instituto de Ciências Exatas, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017.

CONTI, K. C; LONGO, C. A. C. Resolver problemas e pensar matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2017.

FRANKLIN, Christine A. et al. Guidelines for assessment and instruction in statistics education (GAISE) report: a Pre-k–12 curriculum framework. American Statistical Association. 2007. Disponível em: http://www.amstat.org/education/gaise/ Acesso em: 9 abr. 2020.

GAL, Iddo; GARFIELD, Joan. Assessment and statistics education: current challenges and directions. International Statistical Review, Den Haag, v.67(1), p.1-12, 1999.

LOPES, Celi E. A probabilidade e a estatística no ensino fundamental: uma análise curricular. 1998. 139 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas, 1998.

LOPES, Celi. E. O conhecimento profissional dos professores e suas relações com Estatística e Probabilidade na Educação Infantil. 2003. 290 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Unicamp, Campinas, 2003.

LOPES, Celi E. Reflexões teórico-metodológicas para a Educação Estatística. In: LOPES, C. E.; CURI, E. Pesquisas em Educação Matemática: um encontro entre a teoria e a prática. São Carlos (SP): Pedro & João Editores, 2008. p. 67-86.

LOPES, Celi E.; COX, Dana. The impact of culturally responsive teaching on statistical and probabilistic learning of elementary children. In: LEAVY, A. et al. Statistics in early childhood and primary education. Singapore: Springer, 2018. p. 75-88.

LOPES, Celi E.; GRANDO, Regina C. Resolução de problemas na educação matemática para a infância. In: TOMMASIELLO, M. G. C. et al. (Org.). Didática e práticas de ensino na realidade escolar contemporânea: constatações, análise e proposições. Campinas: Junqueira & Marin, 2012. p. 5247-5259.

MENDONÇA, Luzinete O. A Educação Estatística em um ambiente de modelagem matemática no Ensino Médio, 2008. 236f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) - Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2008.

ONUCHIC, Lourdes R.; ALLEVATO, Norma S.G. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema, Rio Claro (SP), v. 25, n. 41, p. 73-98, 2011.

RIBEIRO, Flávia D. Jogos e modelagem da educação matemática. São Paulo: Saraiva, 2009.

SOCHA, Rogério R. Aprendizagem probabilística de alunos do 7.° ano do Ensino Fundamental por meio de atividades de investigação. 133 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ensino de Ciências) – Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo, 2019.

VAN DE WALLE, John A. Matemática no Ensino Fundamental: formação de professores e aplicação em sala de aula. Porto Alegre: Artmed, 2009.

Publicado
2020-05-01
Como Citar
Lopes, C. E., & Socha, R. R. (2020). Investigação Estatística nas Aulas de Matemática. Revista De Educação Matemática, 17, e020019. https://doi.org/10.37001/remat25269062v17id264
Seção
Seção Temática: Resolução de Problemas na Educação Matemática