Memes, Matemática e formação com professores/professoras : uma perspectiva sociopolítica

  • Andréia Friske UFRGS
  • Maurício Rosa UFRGS
Palavras-chave: Educação Matemática, Formação de Professores, Meme da Internet

Resumo

Este artigo tem o objetivo de investigar como se mostra a forma/ação com professores/professoras que ensinam matemática, em termos da dimensão matemática da Cyberformação, quando desenvolvem atividades-matemáticas-com-memes. Compreendemos a Cyberformação como uma forma/ação que considera as Tecnologias Digitais como partícipes do processo de constituição do conhecimento matemático. Assim, para obter dados para essa pesquisa foi planejado e desenvolvido um curso de extensão denominado “A fim de memetizar? Construindo atividades-matemáticas-com-memes”. O público alvo foram professores e professoras que ensinam matemática na região metropolitana de Porto Alegre, do estado do Rio Grande do Sul. Como resultado de pesquisa, nesse artigo, evidenciamos um discurso democrático de participantes no desenvolvimento de atividades-matemáticas-com-memes e diferentes interpretações da relação entre Educação Matemática e democracia. Dessa maneira, assumimos que a constituição do conhecimento matemático de professores/professoras se mostrou como sociopolítico e democrático, evidenciando uma matemática que busca pontes entre teoria e prática, dialeticamente em práxis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Friske, UFRGS

Mestre em Ensino de Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Maurício Rosa, UFRGS

Doutor em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP, Rio Claro). Professor do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS.

Referências

ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia. 5 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

BENOIT, G. Mathematics in popular culture: an analysis of mathematical internet memes. Tese (Doutorado em Educação) – Columbia University, New York, 2018.

BICUDO, M. A. V. A formação do professor: um olhar fenomenológico. In: BICUDO, M. V. (Org.). Formação de Professores? Da incerteza à compreensão.Bauru: EDUSC, 2003.

BINI, G. M.; ROBUTTI, O. Meanings in Mathematics: using Internet Memes and Augmented Reality to promote mathematical discourse. In: CONGRESS OF THE EUROPEAN SOCIETY FOR RESEARCH IN MATHEMATICS EDUCATION, XI, 2019. Anais… Utrecht, 2019a, p. 101-108.

BINI, G. M.; ROBUTTI, O. Thinking Inside the Post: Investigating the Didactical Use of Mathematical Internet Memes. In: PME & YANDEX RUSSIAN CONFERENCE, 2019. Anais… Moscou, 2019b, p. 101-108.

BORBA, M. A pesquisa qualitativa em educação matemática. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, XXVII, 2004, Caxambu. Anais... Caxambu: ANPED, 2004. p. 1-18. CD-ROM.

CALDEIRA, J. P. S. Conexões entre professores de matemática em Cyberformação mobile. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Luterana do Brasil, Canoas, 2016.

CALIXTO, D. O. Memes na internet: entrelaçamentos entre educomunicação, cibercultura e a ‘zoeira’ de estudantes nas redes sociais. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

DAWKINS, R. O Gene Egoísta. Tradução por Geraldo H. M. Florsheim. Coleção O Homem e a Ciência, v. 7. Belo Horizonte: Itatiaia, 2001.

FELCHER, C. D. O.; FOLMER, V. A criação de memes pelos estudantes: uma possibilidade para aprender matemática. Revista Tecnologias na Educação, v. 10, n. 25, 1-11, jul. 2018.

LERMAN, S. The social turn in mathematics education research. In: BOALER, J. (ed.). Multiple perspectives on mathematics teaching and learning. Westport: Ablex, 2000.

MALTEMPI, M. V. Educação matemática e tecnologias digitais: reflexões sobre prática e formação docente. Acta Scientiae, Canoas, v. 10, n.1, p. 59-67, jan./jun. 2008.

MATOS, J. F. Educar para a cidadania hoje? In: SEMINÁRIO EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA, 2004, Centro de Investigação em Educação, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Disponível em: http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/jfmatos/comunicacoes/CIE_Cidadania.doc. Acesso em: 05 de dez. de 2019.

NACARATO, A. M. A escola como locus de formação e de aprendizagem: possibilidades e riscos de colaboração. In: FIORENTINI, D.; NACARATO, A. M. (Org.) Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática. São Paulo: Musa Editora e GEPFPM-Prapem-FE/Unicamp, 2005. p. 175-195.

ROSA, M. Cyberformação com Professores de Matemática: interconexões com experiências estéticas na cultura digital. In: ROSA, M.; BAIRRAL, M. A.; AMARAL, R. B. Educação Matemática, Tecnologias Digitais e Educação a Distância: pesquisas contemporâneas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2015, p. 57-93.

ROSA, M. Tessituras teórico-metodológicas em uma perspectiva investigativa na Educação Matemática: da construção da concepção de Cyberformação com professores de matemática a futuros horizontes. In.: OLIVEIRA, A. M. P.; ORTIGÃO, M. I. R. (Org.). Abordagens teóricas e metodológicas nas pesquisas em Educação Matemática. Brasília: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, 2018. E-book.

ROSA, M.; DANTAS, D. M. Criatividade tecnológica: um estudo sobre a construção de atividades-matemáticas-com-tecnologias-digitais por professores/as em cyberformação. Zetetiké, Campinas, SP, v. 28, p. 1-21 – e020030, 2020. DOI: 10.20396/zet.v28i0.8654423.

ROSA, M.; MUSSATO, S. Atividade-matemática-com-Tecnologias-Digitais-e-contextos-culturais: investigando o design como processo de Cyberformação com professores de matemática. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, v. 8, n. 4, 23-24, 2015.

SKOVSMOSE, O.; VALERO, P. Quebrando a neutralidade política: o compromisso crítico entre a Educação Matemática e a democracia. Tradução: João Miguel Matos. In: ATWEH, B.; FORGASZ, H.; NEBRES, B. (ed). Sociocultural Research in Mathematrics Education. Mahwah: Lawrence Erlbaum Associates, 2001.

VALERO, P. Socio-political perspectives on mathematics education. In: VALERO, P.; ZEVENBERGEN, R. (ed). Researching the socio-political dimensions of mathematics education: issues of power in theory and methodology. Boston: Kluwer Academic Publishers, 2004.

VANINI, L. A Construção da Concepção da Cyberformação por Professores e Tutores de Matemática Online na Formação Continuada e na sua Prática: uma análise bourdieana. Tese (Doutorado em Ensino de Ciências e Matemática) – Universidade Luterana do Brasil, Canoas, 2015.

Publicado
2021-04-07
Como Citar
Friske, A., & Rosa, M. (2021). Memes, Matemática e formação com professores/professoras : uma perspectiva sociopolítica. Revista De Educação Matemática, 18, e021019. https://doi.org/10.37001/remat25269062v18id492
Seção
Artigos Científicos