Processo de Avaliação pelos Pares

A avaliação dos manuscritos será realizada por no mínimo dois pareceristas, que devem necessariamente ser membros do Conselho Editorial ou do Comitê de Pareceristas ad hoc da REMat. Os pareceristas serão indicados pelos editores de seção ou pelo editor-chefe, mediante uma análise que considera tanto a aderência entre as propostas dos manuscritos e a produção científica dos pareceristas quanto a ausência de conflitos de interesses. Ao receber os pareceres de um manuscrito, caso haja divergência na indicação da decisão, o editor o encaminhará para um terceiro parecerista, seguindo os mesmos critérios.

A REMat adota o sistema de avaliação duplo-cego, portanto os manuscritos devem ser inseridos na plataforma sem a identificação de autoria ou de qualquer outra informação no texto que possa identificar a autoria. A informação sobre a autoria deverá constar apenas nos metadados. O autor deve inserir o manuscrito diretamente no sítio:

 http://www.revistasbemsp.com.br/, seguindo as orientações descritas na aba “Submissões”.

Os manuscritos submetidos, para serem considerados para avaliação, devem ser originais, inéditos e não estarem simultaneamente submetidos a outros periódicos. Os manuscritos devem ser submetidos no Template oficial da revista e atenderem as normas atuais da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

A avaliação dos manuscritos submetidos será realizada em duas fases, utilizando-se da plataforma Open Journal Systems(OJS). A primeira fase visa analisar se os manuscritos estão alinhados com o escopo e foco da revista e se atendem as normas de submissão, de formatação e de não identificação da autoria, conforme orientações disponíveis na seção Diretrizes aos Autores. Essa fase será realizada pelo editor-chefe ou pelos editores de seção. Na segunda fase os manuscritos serão enviados, sem identificação, respeitando o sistema duplo-cego de avaliação, para no mínimo dois pareceristas indicados pelos editores de seção ou pelo editor-chefe.

Os pareceres emitidos, considerando as respostas aos códigos analíticos presentes no formulário de avaliação, serão encaminhados, via plataforma OJS, para o e-mail dos autores, juntamente com a decisão dos editores de seção ou do editor-chefe, para que tomem conhecimento. Ressalta-se que o formulário de avaliação, previamente definido pela Equipe Editorial, foi elaborado e é atualizado, sempre que necessário, a partir da consulta ao Conselho Editorial.

A decisão dos editores de seção ou do editor-chefe poderá resultar em três situações: 1) Aceitar (o manuscrito pode ser publicado conforme apresentado); 2) Correções obrigatórias (quando o manuscrito necessita de revisões, sejam elas pequenas ou mais profundas, que envolvam, por exemplo, problemas de forma ou conteúdo, ou que apresente a falta de alguma referência ou apresente algum trecho pouco compreensível; 3) Rejeitar (essa decisão é indicada para aquele manuscrito que precisa ser totalmente modificado para que se torne publicável, ou seja, quando as alterações necessárias são complexas ou profundas).

Os manuscritos aceitos para publicação deverão estar, necessariamente, em conformidade com as diretrizes que orientam a submissão de trabalhos. Cabe aos editores de seção ou ao editor-chefe condicionar a aprovação dos manuscritos  para publicação às modificações especificadas em pareceres emitidos pelos pareceristas.

O tempo médio de avaliação do manuscrito, considerando a data da submissão e a avaliação dos pareceristas, é de noventa dias.